Cursos

Curso 07 - Cinema Indígena como ferramenta de fortalecimento das Identidades

Curso 07- Cinema Indígena como ferramenta de fortalecimento das Identidades

DIAS: 03 A 05 DE NOVEMBRO- AULAS SÍNCRONAS (HORÁRIO: 09H00 ÀS 11H00)

06 A 15 DE NOVEMBRO- AULAS ASSÍNCRONAS

Ministrante: Hugo Fulni-ô

Ementa:

Conceituar o cinema indígena como ferramenta essencial para o fortalecimento das identidades étnicas presentes no contexto indígena contemporâneo, respeitando o fato de que as realidades dos povos originários são plurais e subjetivas. Utilizar o conhecimento sobre o cinema indígena como recurso audiovisual de propagação de reconhecimento dos contextos sócio culturais ameríndios para a sociedade não indígena. Apresentar por meio de suas produções cinematográficas a luta pela garantia da permanência tradicional dentro de seus territórios, valorizar e preservar os vários elementos identitários aí existentes, aumentar a visibilidade dos povos tradicionais e manter os direitos já conquistados até o presente momento. Demonstrar as iniciativas artísticas, técnicas e epistemológicas do Povo Fulni-ô, localizado na cidade de Águas Belas, no agreste de Pernambuco, que fazem do audiovisual um instrumento de luta e resistência nas conquistas de seus direitos, ao mesmo tempo que trilham caminhos para ascensão de seu maior patrimônio cultural e ancestral, a sua língua mãe Yaathe.

Objetivos:

Objetivo Geral:

Compreender o cinema indígena contemporâneo como uma ferramenta extremamente necessária e urgente para o reconhecimento das diversas identidades no Brasil e no mundo. Tendo em vista que este é utilizado como uma forma de: empreendedorismo; economia criativa em muitas comunidades indígenas; registro e visibilidade das múltiplas artes aí produzidas e propagação das memórias e narrativas ancestrais.



Objetivos Específicos:

Recriar as experiências existentes nos territórios indígenas através da arte e do cinema;

Valorizar os elementos que a arte indígena possui dentro das expectativas de um cinema produzido pelos seus próprios povos;

Identificar várias iniciativas de cinema no contexto indígena nacional e especificar as esferas de cada grupo étnico;

Valorizar as memórias, narrativas históricas, relatos e experiências através de um processo pedagógico de ensino-aprendizagem;

Compreender os desafios na arte de construir cinema indígena por meio do pensamento pós-colonial, o qual desmistifica os estereótipos criados sobre as realidades indígenas;

Por meio do cinema indígena desenvolver um diálogo intercultural entre indígenas e não indígenas.

Duração: 20h